SE PERDEREM FORO PRIVILEGIADO, MAIS DE 80 PARLAMENTARES ‘DANÇAM’

Luta dos enrolados em denúncias é manter o foro privilegiado


Cláudio Humberto | Diário do Poder

São 23 senadores enrolados na Lava Jato, que respondem a processo e são investigados pela Polícia Federal. Assim como os deputados eles não precisam deixar os cargos no Congresso para disputar a reeleição. Mas se não forem reeleitos, perderão de vez o foro privilegiado e seus processos vão para a primeira instância da Justiça, nas mãos de Sérgio Moro. Entre os deputados são mais de 60 os enrolados na Lava Jato. 


Congresso Nacional | Reprodução

Caso emblemático, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) é alvo de 18 inquéritos no STF. Sem reeleição, vai à primeira instância.

Os senadores petistas Gleisi Hoffmann (PR) e Lindbergh Farias (RJ) podem acabar nas mãos de Sérgio Moro, caso não se reelejam.

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) também precisa se reeleger este ano. É outro que, sem mandato, o caso vai à mesa de Sérgio Moro.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas