Polícia indicia capangas do PT que agrediram manifestante anti-Lula

Vítima da segurança truculenta do PT teve traumatismo craniano


Diário do Poder

O ex-vereador Manoel Eduardo Marinho, conhecido como Maninho do PT, e o seu filho foram indiciados pela Polícia Civil de São Paulo pela agressão a um homem que manifestava contra o ex-presidente Lula em frente ao Instituto Lula, na última quinta (5).


EX-VEREADOR QUE AGREDIU MANIFESTANTE ANTI-PT FOI INDICIADO PELA POLÍCIA, MAS CONTINUA SOLTO.

Os dois prestaram depoimento nesta segunda (9) e indiciados por lesão corporal dolosa, ou seja, quando há intenção de agressão a outra pessoa. As investigações continuam na 17º delegacia de polícia, em São Paulo.

O homem – que foi empurrado e bateu a cabeça no para-choque de um caminhão – sofreu traumatismo craniano e segue internado. O empresário Carlos Alberto Bettoni já passou por uma cirurgia e passará por exame de corpo de delito nesta terça (10).

No fim de semana, o agressor Maninho "lamentou" o ocorrido, mas só por conta da indignação das pessoa contra o crime que cometeu: “Por conta das vinculações que têm sido feitas pelas mídias, onde está sendo reproduzida somente uma parte da situação, a família tem sofrido hostilização e retaliação por parte da população”, disse, por meio de uma nota.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas