TSE aprova verificação de voto impresso em parte das urnas nas eleições deste ano

Resolução com as regras para a verificação de voto impresso já havia sido divulgada no início da semana. Sistema, aplicado a 5% das urnas, será novidade nas eleições de outubro.


Por Rosanne D'Agostino | TV Globo, Brasília

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta quinta-feira (1º) a resolução com regras para verificação do voto impresso em parte das urnas nas eleições de outubro.

Resultado de imagem para urna eletronica
Urna eleitoral eletrônica | Reprodução

Os procedimentos e regras para a implantação do voto impresso já haviam sido divulgados na segunda-feira (26) pelo TSE.

Segundo a resolução, a Corte deve realizar uma verificação pública, aberta a qualquer interessado, dos resultados de parte da eleição, captados em determinadas urnas eletrônicas com os votos impressos emitidos delas.

A verificação, feita por equipe de servidores da Justiça eleitoral e com participação de fiscais representantes de partidos, deverá ser realizada em apenas um local de cada estado, escolhido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) daquela unidade da federação.

Novidade nas eleições deste ano, o voto impresso deverá ser implantando em cerca de 30 mil (5%) das 600 mil urnas eletrônicas a serem usadas na votação, na qual o eleitor escolherá presidente, governador, senadores, deputados, prefeito e vereadores.

Nem todas as urnas com impressoras terão os votos verificados, apenas uma parte. Caberá ao TRE local divulgar, 20 dias antes do primeiro turno, local, data e hora da verificação, que será feita até 4 dias após a votação. As urnas com impressoras que terão os votos conferidos serão escolhidas dois dias após a votação.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas