Postagem em destaque

Moreira Franco é condenado a devolver R$ 2 milhões aos cofres público do estado do Rio

O ex-prefeito de Miracema Jairo Barros Tostes também foi sentenciado na ação que investigava desvio de recursos na educação


O Globo

RIO - O atual ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República e ex-governador do estado do Rio, Moreira Franco; e o ex-prefeito de Miracema Jairo Barros Tostes, foram condenados pela 9ª Vara Federal de Fazenda Pública a devolver R$ 2 milhões aos cofres públicos do Estado do Rio. O processo corria há mais de 20 anos. A decisão foi proferida pela juíza Flávia Viveiros de Castro.

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco - Jorge William - 2707/07/2017 / Agência O Globo

As investigações tiveram início na década de 1990 pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que apurava desvio de recursos na educação do Rio. Entre os anos de 1987 e 1991, Moreira Franco era governador do estado. De acordo com a ação civil pública, ele teria feito o repasse irregular de dois cheques para pagamento da merenda escolar a Jairo Bairros Torres.

Em nota, o ministro afirma que não foi comunicado, e que não tem lembrança do processo:

"Não fui comunicado e não sei nada a respeito do assunto. Nos últimos 20 anos não tenho lembrança desse processo. Acho estranho um julgamento que demorou 20 anos e não tem nenhum tipo de notificação. Vou procurar um advogado para me informar. De fato, vivemos tempos muito estranhos!", afirmou Moreira Franco.


0