'Trânsito Legal' não vale para a frota ilegal da Prefeitura de Nova Iguaçu

Emlurb e Codeni têm a seus serviços caminhões velhos e com documentação vencida


Elizeu Pires

Basta ficar parado por 30 minutos em qualquer ponto da Estrada de Adrianópolis para constatar o que os envolvidos na Operação Trânsito Legal promovida pela Prefeitura de Nova Iguaçu ignoram: o intenso vai-e-vem de velhos caminhões à serviço da Empresa Municipal de Limpeza Urbana. Eles operam no transporte de lixo e entulho até a Central de Tratamento de Resíduos e – além do estado precário, da situação ilegal (vários desses veículos estão com a documentação atrasada há anos) – estão fora dos padrões mínimos de segurança, coisa que a "zelosa" Secretaria de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana não tolera em veículos particulares. 

De acordo com o sistema do Detran este caminhão fez o último licenciamento em 2014. Pela lei não deveria estar circulando, mas esta, em Nova Iguaçu, ao que parece, só se aplica aos condutores de veículos particulares
De acordo com o sistema do Detran este caminhão fez o último licenciamento em 2014. Pela lei, não devia estar circulando mas a lei, em Nova Iguaçu, ao que parece, só se aplica aos condutores de veículos particulares.

Verdadeiras sucatas, boa parte desses caminhões já deveria ter sido recolhida há muito tempo, mas os dedicados agentes de trânsito não estão nem aí para os ferros velhos alugados pela administração municipal e sequer respondem aos questionamentos sobre essa irregularidade praticada, além da Emlurb, também por outra autarquia, a Companhia de Desenvolvimento de Nova Iguaçu (Codeni).

Nesta sexta-feira (21) vários caminhões locados para a Emlurb foram vistos circulando pela Estrada de Adrianópolis com lixo e entulho transbordando pelas caçambas, irregularidade menor em relação ao péssimo estado de conservação dos veículos e da documentação atrasada, mas sobrou também para a Codeni: embora com aparência melhor que a dos basculantes à serviço da Empresa Municipal Limpeza Urbana, o caminhão Mercedes Benz azul, modelo 1977, placa KTB-6373, segundo consta no sistema do Detran, está com o licenciamento vencido desde 2015. A última vistoria foi feita em 2014 e assim sendo o veículo não poderia estar em operação, mas como os agentes de trânsito da Prefeitura tem mais o que fazer dando apoio ao negócio rendoso entregue pela Prefeitura à empresa Rodando Certo – que fica com 90% do que arrecada com as taxas de reboque e as diárias cobradas pelo tempo de permanência dos veículos removidos no deposito público – a frota irregular locada pelo município pode circular a vontade.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas