Postagem em destaque

Jetons distribuíram R$ 85,6 milhões para apadrinhados desde 2013

É quanto pagamos em jetons a apadrinhados políticos desde 2013


Diário do Poder
Os jetons, honorários pagos a membros de conselhos administrativos e fiscais das empresas estatais e bancos públicos, já renderam mais de R$ 85,6 milhões desde 2013 a servidores do alto escalão dos governos Dilma Rousseff e Michel Temer. O objetivo é turbinar os salários de ministros e outros funcionários pela participação em reuniões, mensais ou mesmo bimestrais, sem que se submetam ao teto constitucional.


Jetons não se sujeitam ao teto

Os valores dos jetons são, em grande parte dos casos, maiores que o próprio salário, ultrapassando os R$ 50 mil na Itaipu Binacional.

Um mês antes de acabar, o governo Dilma pagou jetons ao recorde de 501 servidores. Em dezembro, Temer havia reduzido o número a 396.

Em média, os 400 abastados com jetons recebem R$ 1,7 milhão. Esse valor é suficiente para pagar salário mínimo a dois mil desempregados.


0