Polícia apura reunião entre Samuca Silva, prefeito de Volta Redonda, e suposto chanceler do Qatar

Prefeito de Volta Redonda esteve no Rio, na última quarta, para o encontro.Embaixada do Qatar no Brasil negou que ele tenha alguma ligação com país.


Do G1 Sul do Rio e Costa Verde

A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar a reunião entre o prefeito de Volta Redonda, RJ, Samuca Silva (PV) e Rafael dos Santos Pinto, apresentado como chanceler do Qatar em nota da prefeitura. A reunião aconteceu na última quarta-feira (8) no Rio e também foi registrada em uma publicação no perfil do prefeito nas redes sociais. Mas a embaixada do Qatar no Brasil negou que Rafael seja chanceler do país.

Reunião aconteceu na última quarta-feira (8) no Rio e também foi registrada em uma publicação no perfil do prefeito nas redes sociais. (Foto: Gabriel Borge/PMVR)
Reunião aconteceu na última quarta (8) no Rio e também foi registrada em uma publicação no perfil do prefeito nas redes sociais (Foto: Gabriel Borge/PMVR)

“Assim que tomei conhecimento da história, instaurei uma Verificação da Procedência da Informação (VPI) pra me aprofundar no assunto. Vamos apurar se houve crime de simulação de funcionário público ou outros crimes, como estelionato. A partir desta segunda-feira, vou ouvir o prefeito e quem esteve na reunião pra tentar esclarecer os fatos”, explicou Marcelo Russo, delegado da 93ª Delegacia de Polícia, onde o inquérito foi instaurado.

Na nota da assessoria de imprensa da prefeitura divulgada no mesmo dia da reunião, Rafael dos Santos Pinto é apresentado como chanceler do Qatar e um dos assuntos discutidos no encontro foram “possíveis investimentos em Volta Redonda através do sistema de Parceria Pública e Privada (PPP) para a construção do aeroporto regional”. O comunicado diz ainda que o suposto representante do Qatar “convidou Samuca Silva para visitar o país dele, junto com empresários locais”.

O texto também informa que a viagem deverá ocorrer ainda neste semestre e que o chanceler visitará Volta Redonda, “provavelmente na sexta-feira, dia 17, para conhecer o atual projeto do aeroporto”.

No entanto, a Embaixada do Qatar no Brasil negou que Rafael dos Santos Pinto seja chanceler daquele país. Em entrevista exclusiva ao G1 nesta segunda-feira (13), o embaixador Mohammed Al Hayki disse que Rafael não tem ligações com o Qatar.

“Gostaria de deixar 100% explícito e claro que o senhor Rafael dos Santos [Pinto] não tem nenhuma representação com o governo do Qatar, com esta embaixada ou com qualquer outra instituição do Qatar. O senhor Rafael e a Câmara de Comércio Brasil-Qatar estão agindo de forma criminosa, fraudulenta pra falar em nome do governo do Estado do Qatar”, disse o embaixador.

Uma nota de esclarecimento foi publicada no perfil de Samuca Silva em uma rede social.

“Rafael disse ao prefeito Samuca Silva, que representantes do Qatar estariam interessados em investir no país e em especial em Volta Redonda. Ele se apresentou com toda documentação protocolar. Já é uma pessoa amplamente conhecida, inclusive como vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil-Qatar. À prefeitura de Volta Redonda, cabe informar que não houve assinaturas referentes à qualquer compromisso comercial, nem houve prejuízos ao município. Cabe a polícia brasileira investigar essa denúncia [...] Como princípio ético do direito amplo a defesa, vamos aguardar o pronunciamento no senhor Rafael. Ainda não identificamos esse direito de resposta”, informa a nota.

O G1 entrou em contato com um representante de Rafael dos Santos Pinto, que ficou de dar uma posição sobre o assunto por e-mail, mas a resposta não havia chegado até a publicação desta reportagem.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas