Postagem em destaque

Irmã de acusado de liderar Taturana vai presidir Tribunal de Contas em Alagoas

Presidente tem irmão indiciado pela PF por desvio de R$ 254 mi


Davi Soares | Diário do Poder

A irmã do ex-presidente da Assembleia de Alagoas, Antônio Albuquerque (PTB), a conselheira Rosa Maria Ribeiro de Albuquerque foi eleita por unanimidade para presidir o Tribunal de Contas do Estado de Alagoas (TC/AL), na manhã desta quinta-feira, para fiscalizar as contas do governo de Renan Filho (PMDB) e de prefeituras e órgãos públicos de Alagoas, no próximo Biênio, 2017/2018. 


Graças ao poder do irmão, Rosa Albuquerque ganhou o cargo vitalício a nove dias da Operação Taturana, que indiciou o deputado como líder do esquema em 2007 (Fotos: ALE/TC)

Eleita por unanimidade, Rosa Albuquerque foi empossada conselheira de Contas há nove dias da Operação Taturana, deflagrada em 6 de dezembro de 2007, na qual seu irmão parlamentar foi indiciado como líder de um esquema que, segundo inquérito da Polícia Federal (PF), desviou R$ 254 milhões dos cofres do Legislativo de Alagoas.

Rosa Albuquerque conquistou o cargo vitalício no TC de Alagoas graças ao poder político de seu irmão e deputado estadual Antônio Albuquerque, que se sente fortalecido e, apesar de negar, já mede forças com o governador Renan Filho, do qual garante ser aliado político. Na Assembleia Legislativa, o deputado tenta conquistar espaço como vice ou presidente da futura Mesa Diretora.

Em 27 de julho deste ano, o Núcleo de Improbidade Administrativa e Crimes contra a Administração Pública do Tribunal de Justiça de Alagoas determinou o bloqueio de R$ 2,7 milhões em bens e contas de Antônio Albuquerque, também conhecido como AA. O objetivo da medida cautelar solicitada pelo Ministério Público Estadual é de garantir que um montante de R$ 2,7 milhões possa ser ressarcido ao erário, caso fique comprovado que o parlamentar e outros deputados realizaram, em 2006, 24 empréstimos pagos pela Assembleia Legislativa do Estado (ALE), utilizando verbas de gabinete, no esquema investigado na Taturana.

TÁ DOMINADO

A Operação Taturana permeia a formação do Tribunal de Contas de Alagoas. Rosa Albuquerque terá como vice de sua gestão a ex-deputada estadual Maria Cleide Costa Beserra, a esposa do ex-presidente do Legislativo Celso Luiz, prefeito afastado de Canapi por corrupção e condenado em 28 de novembro a ressarcir R$ 170 mil em empréstimos ilegais denunciados na Taturana. O corregedor-geral será o também ex-presidente da Assembleia, Fernando Toledo, acusado pelo MP de suceder o comando e reeditar os esquemas de desvios de recursos desbaratados pela operação da PF.

O atual presidente Otávio Lessa de Geraldo Santos, foi nomeado pelo irmão e ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) e será diretor-geral da Escola de Contas Públicas, após recusar a candidatura à reeleição. O único conselheiro que foi servidor concursado de carreira é Anselmo Brito, que será ouvidor e é responsável pela denúncia que resultou na ação penal no Superior Tribunal de Justiça (STJ), que afastou do cargo o ex-presidente do TC, Cícero Amélio. Parece regra, mas Amélio também responde a ação penal resultante da Operação Taturana.

Além do fundamental parentesco com o ex-presidente da Assembleia, o currículo formal de Rosa Maria Ribeiro de Albuquerque registra que ela é graduada em Direito pela Faculdade de Direito de Maceió Fadima/Cesmac e exerceu outras atividades públicas, a exemplo do cargo de Procuradora-Geral da Assembleia, que largou para ser empossada conselheira de contas em 27 de novembro de 2007. Desde então, a irmã do deputado réu da Taturana já foi ouvidora do Tribunal de Contas de Alagoas, no biênio 2008/2009; corregedora-geral e ouvidora no Biênio 2011/2012.

Procurado pelo Diário do Poder para comentar a relação da ascensão de sua irmã à Presidência do TC com sua trajetória na Taturana, Antonio Albuquerque respondeu o seguinte, via aplicativo WhatsApp:

"Os canalhas sempre de plantão!! Mais continuaram [sic] a conviver com seus recalques e insignificâncias, a lamberem as suas feridas causadas pela inveja e maldade que lhes corroem a já putrefata alma! Enquanto eu sigo em frente com a consciência tranquila e a PROTEÇÃO DO ESPÍRITO SANTO!"


0