Postagem em destaque

Vereadora denuncia chantagem em Silva Jardim

Zilmara afirma ter sido pressionada por colegas para renunciar mandato 


Elizeu Pires

Uma representação junto ao Ministério Público será protocolada amanhã pela vereadora Zilmara Brandão da Silva (PR) contra cinco membros da Câmara Municipal de Silva Jardim, que, segundo ela, em reunião na tarde desta segunda-feira a teriam pressionado para que renunciasse ao mandato, sob ameaça ser cassada pelo plenário por suposta prática de nepotismo. Zilmara afirma que os vereadores Roni Luiz Pereira (presidente da Casa), Flávio Eduardo da Costa Brito, Vivaldo Magalhães de Oliveira, Marcilene Mendonça Xavier e Webister dos Santos Barcellos, o Binho, teriam dito que se ela não apresentasse sua renuncia teria o mandato cassado. 


Zilmara diz estar sendo vítima de chantagem por colegas da Câmara de Vereadores de Silva Jardim
Zilmara diz estar sendo vítima de chantagem por colegas da Câmara de Vereadores de Silva Jardim

De acordo com a vereadora, desde o mês passado que ela vem sendo coagida pelos colegas, que propuseram a abertura de um processo de cassação contra ela com base em denúncia do Partido Trabalhista Nacional, protocolada na Câmara Municipal, pedindo a perda do mandato pelo fato de Zilmara ter nomeado o marido em 2013 em cargo de assessoria.

Encostada na parede ela resolveu reagir e denunciou ao MP que existiriam vários casos de nepotismo no Poder Legislativo de Silva Jardim, inclusive envolvendo os vereadores Flávio Eduardo da Costa Brito, Vivaldo Magalhães de Oliveira, Marcilene Mendonça Xavier e Webister dos Santos Barcellos, o Binho, teriam dito que se ela não apresentasse sua renúncia teria o mandato cassado.



0