Juiz cita o nome de Sérgio Cabral em processo que investiga a Delta

Ex-governador é citado como integrante de esquema que desviou verbas para obras públicas. Sérgio Cabral nega prática de qualquer irregularidade.


Do G1 Rio

O nome do ex-governador Sérgio Cabral foi citado em um processo na Justiça Federal do Rio que apura desvios de dinheiro e as propinas pagas pela Construtora Delta. A citação ao nome do ex-governador foi feita em um despacho do juiz Marcelo Brêtas, da 7ª Vara Federal Criminal. O caso foi revelado pelo RJTV.

Resultado de imagem para sergio cabral
Sérgio Cabral (PMDB)

A operação Saqueador foi deflagrada este ano pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal e tem como alvo os negócios da construtora. O dono da Delta, o empresário Fernando Cavendish está em prisão domiciliar. Ele é um dos 23 réus na ação penal que corre na Justiça Federal do Rio. O ex-governador Sérgio Cabral não está nessa lista, mas foi citado no processo.

Segundo o juiz Marcelo Bretas, que acolheu a denúncia, as investigações produziram fortes elementos que apontam para a existência de gigantesco esquema de corrupção de verbas públicas no Rio de Janeiro, que contou, inclusive, com o apadrinhamento do então governador do estado, Sérgio Cabral.

O nome do ex-governador e as ligações dele com o empresário Cavendish já tinham aparecido antes em delações da operação Lava-Jato. Dois ex-executivos da Construtora Andrade Gutierrez disseram que, em reuniões, Sérgio Cabral pediu comissão de 5% em várias construções da empreiteira, no Rio.

O juiz Marcelo Bretas diz que o esquema envolveu desvio de verbas destinadas a importantes obras públicas como o Parque Aquático Maria Lenk, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, para os Jogos Panamericanos de 2007, além da reforma do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014.


O ex-governador Sérgio Cabral negou as acusações. Cabral manifestou indignação e repúdio ao envolvimento do nome dele com qualquer ilícito. 

Postar um comentário

Postagens mais visitadas