Postagem em destaque

STF vai investigar secretário do Rio por violência contra mulher

Victor Ribeiro | EBC

O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu o inquérito 4199 a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para investigar a denúncia do crime de lesão corporal que o secretário executivo de Governo da Prefeitura do Rio, Pedro Paulo, teria cometido contra a ex-mulher, Alexandra Teixeira. 


Entrevista coletiva com o secretário de Coordenação de Governo da prefeitura do Rio de Janeiro, Pedro Paulo, sobre as agressões a ex-mulher Alexandra - 12/11/2015
Entrevista coletiva com o secretário de Coordenação de Governo da prefeitura do Rio de Janeiro, Pedro Paulo, e sua ex-mulher, Alexandra - 12/11/2015(Alexandre Cassiano/Agência o Globo)


Alexandra procurou a polícia em 2010 para relatar que, enquanto era casada com Pedro Paulo, foi agredida por ele com socos e chutes. Mas pediu para retirar a acusação no ano passado, na mesma época em que o nome do secretário começou a ser cogitado para concorrer à sucessão da Prefeitura do Rio pelo PMDB.

A Polícia Federal tem 30 dias para tomar depoimentos da própria Alexandra; da babá da filha deles, que teria testemunhado a agressão, e do autor do laudo do exame do corpo de delito sobre a agressão.

Como Pedro Paulo é deputado federal e se licenciou do cargo para assumir a secretaria, ele tem foro privilegiado. Por isso, a investigação foi levada ao Supremo, onde o secretário já responde a um outro inquérito por boca de urna. A reportagem procurou o secretário de governo da Prefeitura do Rio, Pedro Paulo, mas ele ainda não se pronunciou. 


0