Postagem em destaque

Ministro da Saúde é exonerado para participar de eleição do PMDB

Marcelo Castro deixa o cargo temporariamente e volta para a Câmara


Diário do Poder

O ministro da Saúde, Marcelo Castro, foi exonerado temporariamente do cargo para participar da eleição do líder do PMDB na Câmara, marcada para esta quarta-feira (17). Castro tem mandato de deputado federal e, com a exoneração, retorna ao Congresso. A saída dele do cargo foi publicada no "Diário Oficial da União". 


Nesta quarta, PMDB elege o novo líder do partido na Casa - Foto: EBC

Um dos candidatos a lider do PMDB, o deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ), é ligado a Castro e avalizou a indicação do ministro para integrar o governo. O outro candidato, Hugo Motta (PMDB-PB) é aliado do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O Palácio do Planalto prefere uma vitória de Picciani, que é mais próximo do governo.

A possibilidade de que Castro deixaria o cargo para votar na disputa peemedebista já vinha sendo debatida em Brasília nos últimos dias. Políticos de oposição adotaram tom de crítica à saída temporária do ministro em meio à crise do vírus da Zika no país.

Nesta terça (16), oposicionistas anunciaram que vão protocolar requerimento de convocação de Castro para dar explicações no plenário da Câmara sobre a epidemia do vírus e sobre a saída do cargo.



0