PF cumpre mandado de busca no escritório do filho de Lula

Ele é investigado no esquema de venda de medidas provisórias


Diário do Poder

A nova fase da Operação Zelotes, da Polícia Federal, deflagrada nesta segunda-feira, inclui o cumprimento de mandado de busca e apreensão na empresa LFT Marketing Esportivo, pertencente a Luiz Cláudio, um dos filhos do ex-presidente Lula, em São Paulo.


NO GOVERNO DE LULA, A VENDA DE UMA MEDIDA PROVISÓRIA TERIA RENDIDO R$ 2,5 MILHÕES AO FILHO LUIZ CLÁUDIO

Luiz Cláudio Lula da Silva recebeu R$ 2,4 milhões, em parcelas de R$ 400 mil, da Marcondes & Mautoni Empreendimentos, por meio de sua empresa de marketing esportivo, criada em 2011. Luiz Cláudio era, na época, auxiliar de preparação física do time do Corinthians.

A suspeita é que o dinheiro foi decorrente da edição da medida provisória nº 471, que prorrogou benefícios fiscais de montadoras de veículos. A Marcondes & Mautoni Empreendimentos é uma empresa de "consultoria". O jornal O Estado de S. Paulo divulgou recentemente documentos comprovando a operação.

APS em cana


O lobista Alexandre Paes dos Santos, conhecido pelas iniciais "APS", também foi preso pela Polícia Federal, na manhã desta segunda-feira, em Brasília, em uma nova fase da Operação Zelotes, que investiga um esquema de corrupção no Carf, o conselho Administrativo de Recursos Fiscais.

São cerca de cem policiais federais cumprindo seis mandados de prisão preventiva, uma delas do lobista, 18 de busca e apreensão e nove de condução coercitiva (quando a pessoa presta esclarecimento na delegacia e depois é liberada). Os mandados são cumpridos nos estados de São Paulo, Piauí, Maranhão e no Distrito Federal.

A nova etapa da Operação Zelotes investiga um consórcio de empresas que, além de manipular julgamentos dentro do Carf, negociava incentivos fiscais a favor de empresas do setor de automóveis.

O caso Zelotes

A primeira etapa da Zelotes foi deflagrada em março. O esquema investigado, de acordo com a PF, consistia em pagamento de propina para integrantes do Carf com o objetivo de anular ou reduzir débitos tributários de empresas com a Receita Federal.

A Operação Zelotes foi deflagrada no dia 26 de março deste ano. Os crimes investigados na operação são: Advocacia Administrativa Fazendária, Tráfico de Influência, Corrupção Passiva, Corrupção Ativa, Associação Criminosa, Organização Criminosa e Lavagem de Dinheiro.

No DF foram cumpridos três mandados de prisão preventiva, nove de busca e dois de condução coercitiva. Em São Paulo, foram dois de prisão preventiva, oito de busca e quatro de condução coercitiva. No Piauí, foram cumpridos um mandado de prisão preventiva, um de busca e dois de condução coercitiva. No Maranhão, um mandado de condução coercitiva.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas