Postagem em destaque

CPI do BNDES blinda convocação de Lula

Por 16 votos contra 11, requerimento que pedia a convocação do ex-presidente para se explicar na Câmara sequer entrou na pauta de votação


Ana Clara Costa | Veja, de Brasília

Em sessão nesta quinta-feira, deputados da CPI do BNDES blindaram o ex-presidente Lula de convocação para prestar depoimento sobre sua atuação para facilitar negócios de empreiteiras brasileiras no exterior, por meio de financiamentos do banco de fomento.

O ex-presidente Lula discursa durante Congresso Internacional de Responsabilidade Social em Buenos Aires, na Argentina - 10/09/2015
Lula foi poupado de explicar facilitação de negócios de empreiteiras brasileiras no exterior(Hugo Villalobos/AFP)

Um requerimento de autoria do deputado Arnaldo Jordy (PPS) pedindo a convocação de Lula teve assinaturas suficientes para entrar em pauta na reunião desta quinta. No entanto, o presidente da CPI, deputado Marcos Rotta (PMDB-AM), questionou o fato de parte das assinaturas serem de suplementes, e não dos próprios deputados, o que, segundo dele, fere o regimento.

Com a negativa em relação às assinaturas, a simples entrada do requerimento na pauta do dia precisou de votação dos deputados presentes. Mas a maioria, composta por petistas e aliados, blindou o ex-presidente. Foram 16 votos contra a entrada do requerimento na pauta, e 11 a favor.

Abílio - A CPI também rejeitou o requerimento para convocar o empresário Abilio Diniz, presidente do Conselho de Administração da BRF. O pedido rejeitado, de autoria do deputado José Rocha (PR-BA), relator da comissão, solicitava que o empresário falasse sobre operações com o BNDES.

(Com agência Reuters)

0