Líder do PSDB acusa Graça Foster de mentir na CPI da Petrobras

Antonio Imbassahy destaca trecho de depoimento de junho sobre pagamento de propina


Eduardo Bresciani | O Globo

BRASÍLIA - O líder do PSDB na Câmara, Antonio Carlos Imbassahy (BA), acusou a presidente da Petrobras, Graça Foster, de ter mentido à CPI mista da Petrobras em depoimento prestado no dia 11 de junho. Ao responder uma pergunta sobre se a Petrobras foi avisada pela SBM sobre pagamento de propina, ela respondeu não ter essa informação. Na segunda-feira, porém, ela admitiu ter sido informada em maio deste ano pela empresa holandesa.

- A presidente Graça Foster não tem mais condições de presidir a Petrobras. Ela perdeu a autoridade moral e mentiu durante o depoimento desta CPMI não apenas para os senhores deputados e senhores senadores, mas mentiu para o povo brasileiro - disse o líder tucano.

O questionamento a que se refere Imbassahy foi feito em junho pelo relator da comissão, Marco Maia (PT-RS).

“Outro representante da SBM Offshore no Brasil, o Sr. Philippe Jacques Levy, declarou ao Ministério Público Federal, no dia 3 de abril deste ano, que integrantes da Petrobras já sabiam das suspeitas de pagamento de suborno a funcionários da estatal, desde 2012, a senhora confirma essa informação?”, indagou Maia, de acordo com notas taquigráficas da sessão.

"Não confirmo, não confirmo essa informação", respondeu Graça.

Na segunda-feira, ao anunciar medidas da companhia sobre governança, a presidente da Petrobras disse que a SBM admitiu o pagamento de propina e que, por isso, foi eliminada de licitações a partir de maio deste ano.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas