PF investiga origem de dinheiro encontrado em avião em Brasília

Avião foi abordado pela PF depois de várias denúncias anônimas. Dentro da aeronave policiais encontraram R$ 116 mil. Três passageiros estavam a bordo.


Jornal Nacional

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar a origem do dinheiro encontrado em um avião, na noite de terça-feira (7), em Brasília.

O avião foi abordado pela Polícia Federal nesta terça-feira (7) à noite, depois de várias denúncias anônimas. Dentro da aeronave, prefixo PR-PEG, que vinha de Belo Horizonte, os policiais encontraram R$ 116 mil em dinheiro vivo.

O dinheiro estava dividido em mochilas e sacolas dos passageiros. Depois de ouvir os ocupantes do avião, a Polícia Federal abriu um inquérito para investigar a suspeita de lavagem de dinheiro.

Três passageiros estavam a bordo. Benedito Rodrigues Oliveira Neto, que já teve o nome citado em uma denúncia de produção de dossiês contra o candidato do PSDB à presidência em 2010 José Serra. O caso foi investigado mas ninguém foi condenado. Benedito é dono de uma gráfica que tem vários contratos com o Governo Federal e que prestou serviços para a campanha de Fernando Pimentel, do PT, eleito governador de Minas Gerais.

Marcier Trombiere Moreira, que já trabalhou em vários órgãos públicos como Banco do Brasil, Ministério do Esporte e Ministério da Saúde, sempre na área de comunicação. Até o último mês de julho, ele estava no Ministério das Cidades, depois saiu e prestou serviços para a campanha de Fernando Pimentel. Ele estava com R$ 6 mil na hora da abordagem da PF. O terceiro passageiro ouvido pela Polícia Federal é Pedro de Medeiros.

O avião está registrado na Agência Nacional de Aviação Civil como propriedade da Bridge Participações, que fica em Brasília, e que tem um capital social de apenas R$ 2 mil.

Em nota, a coligação que elegeu Fernando Pimentel confirmou que Marcier e Benedito prestaram serviço para a campanha e afirmou que não pode se responsabilizar pela conduta de fornecedores. Ainda, segundo a nota, a relação com a gráfica já foi encerrada, as notas fiscais foram emitidas e as despesas serão declaradas na prestação de contas final da campanha.

Benedito Oliveira Neto e Pedro de Medeiros não foram encontrados para comentar a reportagem.

Marcier Trombiere Moreira disse que pegou uma carona no avião, oferecida por Benedito. Sobre os R$ 6 mil encontrados com ele, Marcier afirma que anda com dinheiro para uma possível emergência, desde que sofreu um ataque cardíaco há pouco mais de um ano.

O Ministério das Cidades declarou que Marcier não tem mais nenhum vínculo com a pasta. O Ministério da Saúde disse que ele foi exonerado em 2011. O Ministério do Esporte não respondeu a nossa consulta. E o Banco do Brasil afirmou que Marcier Moreira se aposentou em julho deste ano.

A Bridge Participações, empresa dona do avião, não respondeu à nossa reportagem.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas