Postagem em destaque

José Roberto Arruda (PR) desiste da disputa ao governo do DF

Frejat assumirá candidatura e a mulher de Arruda, Flávia Peres, será vice


Diário do Poder

O ex-governador José Roberto Arruda (PR) anunciará na tarde deste sábado (13) a desistência da sua candidatura ao governo do Distrito Federal. A decisão foi tomada em reunião na manhã deste sábado na casa do ex-governador Joaquim Roriz, no Park Way, em Brasília, onde a cúpula da coligação acertou os últimos detalhes. No encontro, foi acertado que o candidato a vice na chapa, Jofran Frejat, assumirá a disputa ao governo e a mulher de Arruda, Flávia Peres, ocupará o posto de candidata à vice na chapa.

Segundo apurou esta Coluna, há informações de que Valdemar da Costa Neto, que cumpre regime semiaberto no Complexo Penitenciário da Papuda, teria participado da reunião na casa de Roriz. Apesar de ter sido condenado pelo Supremo Tribunal Federal no processo do mensalão, o dono do PR continua traçando estratégias eleitorais e participando, de dentro da cadeia, das decisões do partido.

A desistência de Arruda já foi confirmada por assessores, e o ex-governador deverá se pronunciar sobre a renúncia neste sábado, às 15h.

Na última quinta-feira (11), Arruda sofreu mais uma derrota na Justiça Eleitoral. Apesar de garantir, em seu programa no horário eleitoral gratuito, que não desistiria da campanha, a pressão dos aliados foi mais forte. Na próxima segunda-feira (15), vence o prazo da Justiça Eleitoral para a troca de nomes de candidatos.

José Roberto Arruda foi preso pela Polícia Federal quando governou o DF, entre 2006 e 2010, e vinha enfrentando uma batalha judicial para conseguir permanecer na disputa deste ano por ter sido enquadrado como “ficha suja”. O ex-governador é suspeito de envolvimento com esquema de compra de apoio político conhecido como “mensalão do DEM”, partido ao qual era filiado quando chefiou o DF. O caso veio à tona há quatro anos, com a divulgação de vídeos de Arruda e de aliados recebendo dinheiro.



0