Contadora confirma as empreiteiras do petrolão

Ex-contadora revela que empreiteiras pagaram contas de Youssef após sua prisão


Diário do Poder

Em depoimento à Justiça Federal no dia 15, a ex-contadora do megadoleiro Alberto Youssef, Meire Poza, confirmou o envolvimento de pelo menos cinco grandes empreiteiras no Petrolão, todas contratadas pela Petrobras. Poza explicou ao juiz Sérgio Moro que a GFD, empresa de Youssef, emitia notas fiscais contra as empreiteiras por serviços que jamais foram prestados. A suspeita é que esse dinheiro abastecia o caixa usado para pagar propinas a políticos e autoridades do governo.

A Camargo Corrêa, que tem contrato na obra superfaturada da refinaria de Abreu e Lima (PE), devia R$ 12 milhões a Youssef, jura Meire Poza.

Meire Poza contou que até negociou para receber parte da dívida da Camargo Corrêa junto a Youssef. Mas não fechou acordo.

Segundo Poza, UTC, OAS e Constran eram representadas por só um advogado, que ajudou a pagar as contas de Youssef após sua prisão.

Poza também citou a empreiteira Mendes Júnior, que tinha contrato com o doleiro Youssef “ligado a plataformas de petróleo”. 



Postar um comentário

Postagens mais visitadas