Postagem em destaque

Procuradoria move primeira ação contra Robson Marinho

Conselheiro do TCE-SP teria recebido US$ 2,7 milhões em propinas da Alstom


Rodrigo Vilela | Diário do Poder


Robson Marinho

O Ministério Público apresentou à Justiça a primeira ação contra o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), Robson Marinho, acusado ter recebido US$ 2,7 milhões em propinas da multinacional francesa Alstom.

No suposto esquema, em 1998, a multinacional teria pago propina para conseguir um contrato com estatais paulistas da área de energia, tudo sem licitação. As investigações do MP já duram seis anos.

O conselheiro era chefe da Casa Civil, principal secretário do então governador Mário Covas (PSDB), entre janeiro de 1995 a abril de 1997.

Se a Justiça aceitar a denúncia, o conselheiro do TCE passará à condição de réu em ação de improbidade. Marinho não está participando das sessões do tribunal pois tirou duas licenças-prêmio consecutivas.



0