Postagem em destaque

Ex-secretário da fazenda de Marília é condenado por peculato

Nelson Grancieri e sócio de mecânica são suspeitos de fraude.
Condenação foi em primeira instância e defesa deve recorrer.


Do G1 Bauru e Marília

O ex-secretário municipal da fazenda de Marília (SP) Nelson Virgílio Grancieri e Reinaldo Fernandes, sócio e administrador de uma oficina mecânica, foram condenados em primeira instância na sexta-feira (27) por peculato. O ex-parlamentar foi condenado a pena de 6 anos de prisão em regime semiaberto além de multa. Já o sócio permanecerá cinco anos detido também em regime semiaberto e pagará multa. 


Nelson Grancieri e sócio de mecânica são suspeitos de fraude (Foto: Reprodução/TV TEM)Nelson Grancieri e sócio de mecânica são suspeitos de fraude (Foto: Reprodução/TV TEM)

O crime de peculato é quando o funcionário público apropriar-se de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio. Segundo a ação, é réu de peculato, aquele que, apesar de não ser funcionário público, participa ou contribui com quem é servidor para a prática do crime.

De acordo com a ação, o crime do qual Nelson é julgado aconteceu em 2011. O ex-secretário foi acusado de pagar faturas à oficina mecânica por serviços que não foram feitos ou superfaturados, o que resultou em um desvio de R$ 221.353,40 aos cofres públicos. A oficina mecânica foi contratada em 2010 por meio de licitação para prestar serviços de manutenção na frota municipal.

Segundo a ação, Reinaldo Fernandes emitia notas fiscais referentes a serviços não prestados ou então prestados, mas superfaturados e Nelson Grancieri, na sua função de secretário da fazenda autorizava os pagamentos. Em fevereiro de 2013, Nelson foi demitido do cargo e atribuiu a acusação à perseguição política.

O advogado que representa o ex-secretário, Marino Morgato, afirmou que essa é uma sentença de primeira instância e que irá recorrer da decisão.


0