Valente refuta argumentos de Gilmar Mendes em processo judicial

O ministro Gilmar Mendes processa jornalista que escreveu Operação Banqueiro


Correio do Brasil
Por Redação, com Comunique-se - de São Paulo

O jornalista Rubens Valente, autor do livro Operação Banqueiro, e a editora Geração Editorial, responsável pela publicação da obra, foram processados pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, que pede R$ 200 mil em indenização por danos morais, alegando que o livro atenta contra sua dignidade. Em texto publicado na página Operação Banqueiro, administrada pela Geração Editorial em uma rede social, Valente falou sobre a ação movida pelo contra ele:

“É parte da democracia e em nenhum momento excedi o meu direito de expressão consagrado na Constituição”.

O livro revela os bastidores Operação Satiagraha, realizada em 2008 pela Polícia Federal, que resultou na prisão de controladores e executivos do grupo Opportunity, entre eles o banqueiro Daniel Dantas.

Na ação, que será julgada pela 15ª Vara Cível de Brasília, o magistrado também pede que sejam publicadas nas futuras edições do livro e em revista de grande circulação a sentença a ser proferida e a petição inicial. Para o jornalista, isso configura “uma clara tentativa de alteração do conteúdo de uma obra que foi publicada de acordo com as leis em vigor”. Ele também afirma que procurou o ministro inúmeras vezes ao longo da elaboração do livro, que recusou-se a oferecer sua versão dos fatos.

“No decorrer da ação, vou demonstrar que simplesmente exerci o meu ofício de jornalista e o meu direito de cidadão de fazer um retrato de determinada realidade, tendo por base inúmeros documentos e entrevistas, incluindo declarações públicas do próprio ministro”, escreveu Valente.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas