Postagem em destaque

Presidente da CPI do Cachoeira desconhece funcionária fantasma

Correio do Brasil

Classificada como “funcionária fantasma”, Maria Eduarda, de 20, suposta coautora do hit Ai, Se Eu te Pego, do músico sertanejo Michel Teló, figura como uma das assessoras do gabinete em Brasília do senador e presidente da CPI do Cachoeira Vital do Rêgo (PMDB-PB). Vital do Rêgo negou as denúncias e disse não saber quem é Eduarda. A denúncia, publicada na edição desta terça-feira do diário conservador paulista no Folha de S.Paulo, mostra que Eduarda foi contratada em fevereiro de 2011 como assistente parlamentar pelo pai, o jornalista Adelson Barbosa, para realizar trabalhos que ele e outros dois jornalistas deveriam executar: publicar reportagens favorável ao senador na imprensa local. Segundo Barbosa, o próprio senador teria feito a sugestão de contratação. Sobre as demais nomeações, o senador disse que não há influência política.

Barbosa, que trabalha no Correio da Paraíba, afirmou que o senador não poderia nomear três pessoas ao convidar ele e mais dois jornalistas para o trabalho.

– Ele sugeriu colocar uma pessoa e a gente divide o valor. Poderia ser no meu nome, ou no de um dos outros dois. Só que eu não podia, porque o Senado exigia não ter outro vínculo (de trabalho). Minha filha é estudante e sugeri que fosse no nome dela – explica.

Além de Eduarda, que recebe salário de R$ 3.450 e é dispensada de comprovar presença, o senador emprega em seu gabinete a filha do ex-governador peemedebista José Maranhão, a mãe do deputado federal Hugo Motta (PMDB-PB), uma prima do ex-senador Ney Suassuna e uma cunhada de seu primeiro-suplente, Raimundo Lira, com salários que variam de R$ 2 mil a R$ 12,8 mil. O senador emprega ainda a mulher de Carlos Magno, coordenador de comunicação de sua campanha em 2010.

O assunto esteve entre os mais comentados na rede de microblog Twitter e grande parte dos internautas pediram a renúncia do senador do cargo de presidente da CPI do Cachoeira
0