Mais um senador barrado pela Ficha Limpa toma posse

Depois de Cássio Cunha Lima, ontem foi a vez de João Capiberibe assumir uma vaga no Senado, beneficiado pelo STF

ROSA COSTA / BRASÍLIA - O Estado de S.Paulo

Adversários de longa data, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), deu posse ontem ao senador João Capiberibe (PSB-AP), barrado pela Lei da Ficha Limpa, que reassumiu o mandato por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Capiberibe foi condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pela compra de votos nas eleições de 2002, mas se candidatou e se elegeu novamente na eleição do ano passado. Foi o segundo candidato a senador mais votado do Amapá, com mais de 130 mil votos.

Sarney e Capiberibe se cumprimentaram formalmente. Em discurso na tribuna, o senador do PSB, que já foi governador do Amapá, lembrou sua trajetória na época da ditadura militar e o seu retorno à vida política.

Com relação ao presidente da Casa, José Sarney, o senador lhe propôs um pacto: o de deixarem de lado as "diferenças políticas" em troca de uma articulação em favor do Amapá. Capiberibe vai compor a bancada de seu Estado ao lado de Sarney e de Randolfe Rodrigues (PSOL).

Capiberibe é o segundo senador enquadrado pela Lei da Ficha Limpa nas eleições do ano passado a tomar posse por causa da decisão do Supremo, que vetou a vigência retroativa da lei. Na mesma situação, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) tomou posse há cerca de 10 dias no lugar de Wilson Santiago (PMDB-PB). Ainda falta o STF julgar o processo do ex-governador do Pará e ex-senador Jader Barbalho (PMDB).

Livre. O governador de Roraima, Anchieta Junior (PSDB), conseguiu se livrar ontem de uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado que havia cassado o seu mandato por suposto uso da máquina administrativa durante a campanha do ano passado. Por maioria de votos, os ministros do TSE atenderam a um pedido dos advogados do governador para que a decisão fosse anulada. O TRE cassou o mandato de Anchieta ao concluir que uma rádio oficial teria sido usada para fazer propaganda negativa do principal adversário político do governador.

Depois de Cássio Cunha Lima, ontem foi a vez de João Capiberibe assumir uma vaga no Senado, beneficiado pelo STF.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas