Postagem em destaque

Em 14 anos, Senado teve 623 atos secretos


em Brasília

O Senado já contou 623 atos secretos na Casa entre 1995 e 2009. Os dados são da comissão interna de três servidores criada para investigar o caso. O relatório final deverá ser divulgado na semana que vem.

Anteontem à noite, o documento foi levado ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), pela presidente da comissão, Doris Peixoto, que também é a diretora-geral adjunta da Casa.

A intenção era divulgar o relatório ainda esta semana, mas foi atrasada por causa do senador Heráclito Fortes (DEM-PI), que se recupera de uma cirurgia em São Paulo e só deve voltar para Brasília na semana que vem.

O primeiro-secretário do Senado foi quem criou a comissão, em 28 de maio, para analisar BAPs (Boletins Administrativos de Pessoal) que contêm medidas não divulgadas na intranet.

A Folha apurou que o relatório não deverá apontar responsáveis pela produção dos atos secretos.

0