Maioria dos deputados da Câmara participou da farra das passagens, diz balanço



Rio - Na Câmara dos Deputados a farra das passagens aéreas tomaram proporções maiores do que se imaginava. Cerca de 261 dos 513 deputados (51%) usufruiram dos recursos para pagar cerca de 2 mil trechos internacionais a amigos e familiares. Os destinos são variados, desde Bariloche, na Argentina, a Paris, na França, de acordo com o balanço feito pelo site Congresso em Foco. Nesta quarta o presidente da Casa Michel Temer (PMDB-SP) afirmou que, após reunião com a Mesa Diretora, só é permitido o uso de passagens pelos próprios políticos, com fins profissionais e apenas em território nacional.

Os voos foram registrados no período de janeiro de 2007 a outubro do ano passado. O 'campeão da categoria' foi o deputado Dagoberto Nogueira (PDT-MS). Ele usou a cota em 40 voos ao exterior. Desses, 22 tinham como passageiros o próprio deputado, a mulher, Maria Verônica Nogueira, e a filha, Mariana Nogueira.

O total de gastos pelos deputados indevidamente formam um rombo de R$ 4.765.946,91 nos cofres da Câmara. Desses, R$ 3.021.557,98 nos bilhetes emitidos e mais R$ 1.744.388,93 com taxas de embarque.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas