Postagem em destaque

Políticos reduzem o próprio salário

Vereadores de Belford Roxo fazem sessão extraordinária e cancelam reajuste de R$ 2 mil aprovado no fim do ano passado



Alex Martins

Rio - Os vereadores recém-empossados de Belford Roxo reduziram os próprios salários em R$ 2 mil e anteciparam o início da atual legislatura na primeira sessão extraordinária da Câmara. As medidas entraram em pauta terça-feira e foram publicadas ontem no Diário Oficial da cidade.

O presidente da Câmara, Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho (PRTB), disse que 13 novos vereadores que resolveram mudar radicalmente a postura e reduzir os vencimentos do Legislativo. “Quando começamos a sessão, fomos informados sobre a resolução que aumentava de R$ 5.400 para R$ 7.430 os salários dos vereadores”, afirmou Waguinho.

DESCONFIANÇA

A redução salarial dos vereadores foi recebida com desconfiança por boa parte da população. “Tem caroço debaixo desse angu. Acho que deve ser algum acordo com para conseguir cargos na prefeitura”, comentou Herculano Santos, ex-presidente da Associação de Moradores do bairro Lote XV.

Com a redução nos salários, a Câmara Municipal economizará R$ 489.580 por ano, de acordo com os vereadores. Para o segundo secretário da mesa diretora da Câmara, Luís Carlos Ferreira Correia, o Luís Carlos do Caminhão, os vereadores se comprometeram a manter os salários reduzidos até o fim do mandato. “Os vereadores estão firme no sentido de manter os salários reduzidos por moralidade”, acrescentou Luís Carlos.

A Câmara de Belford Roxo tem 19 vereadores, sendo que 10 estão em primeiro mandato, três já exerceram o cargo em legislaturas anteriores e apenas seis foram reeleitos. O fim do recesso parlamentar em Belford Roxo estava marcado para o dia 14 de fevereiro.

O presidente, assim como os outros 12 vereadores, está no primeiro mandato e se declarou feliz com a aprovação por unanimidade da matéria. “Propusemos a revogação imediata desse aumento pela alteração do texto do projeto original. A redução foi aprovada por 17 vereadores, com duas abstenções e nenhum voto contrário. Não é possível que um vereador ganhe mais de R$ 7 mil enquanto a maioria de nossa população ganha salário mínimo, sendo que há famílias aqui passando necessidade”, comentou o presidente da Câmara Municipal.

0