Postagem em destaque

Juíza do STJ manda soltar suspeitos de venda de sentenças do TJ-ES



Foram soltas, nesta sexta-feira, em Brasília, as sete pessoas suspeitas de envolvimento em um esquema de venda de sentenças no Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJ-ES).

A juíza Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), entendeu que a prisão temporária não era mais necessária porque todos os depoimentos já foram tomados. Três desembargadores, um juiz e dois advogados estavam entre os presos.

O presidente afastado do TJ-ES, Frederico Pimentel, permanece internado no Instituto do Coração de Brasília. Ele foi levado para lá, na quinta-feira, depois de passar mal quando prestava depoimento.
0