Comissão aprova mais de R$ 7,1 mi a ex-metalúrgicos



CLAUDIO DANTAS SEQUEIRA
DA REPORTAGEM LOCAL

A Comissão de Anistia, do Ministério da Justiça, aprovou ontem mais de R$ 7,1 milhões em indenizações a ex-metalúrgicos que participaram das greves na região do ABC no início dos anos 80.

De 41 requerimentos, 39 foram julgados numa sessão na Câmara Municipal de São Bernardo do Campo (SP), berço do movimento sindical impulsionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Hoje reconstituímos a importância que o movimento operário teve no processo de redemocratização do país", disse Paulo Abrão, presidente da Comissão de Anistia.

Segundo ele, 27 ex-sindicalistas, que perderam o emprego depois da grande greve de 1980, receberão prestação permanente e continuada, além de um valor retroativo.

A maior indenização foi concedida a Francisco das Chagas Souza: R$ 470 mil. Entre os anistiados há alguns próximos de Lula como Antenor Biolcatti [R$ 312,5 mil], Pedro Bispo [R$ 251,6 mil] e Keiji Kanashiro [R$ 368,7 mil], que foi secretário-executivo da pasta dos Transportes no primeiro mandato.
1 comentário

Postagens mais visitadas