Acidentes aeronáuticos


Hélio Fernandes

A Justiça precisa agir com rigor e rapidez nos casos dos acidentes aéreos. Basta lembrar que até hoje ninguém recebeu indenização pela queda do Fokker-100 da TAM, em outubro de 1996, quando morreram 99 pessoas em SP.

Esse vôo tinha seguro de 400 milhões de dólares, mas as famílias das vítimas ainda não
receberam nada. Motivo? A TAM e a Unibanco Seguros seguem apresentando recursos para atrasar o pagamento das indenizações. 11 anos, quase 12, a TAM e a seguradora se acusam, pura farsa.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas