Postagem em destaque

Financiamento de campanha derruba ministro


DA REDAÇÃO

O ministro do Trabalho e Previdência britânico, Peter Hain, renunciou ontem, após o Comitê Eleitoral recomendar que a polícia investigue as contas de sua campanha para vice-líder do Partido Trabalhista. Hain omitiu em sua declaração mais de 100 mil libras, no que chamou de "erro administrativo".

É um grande revés para o premiê Gordon Brown, que assumiu em 2007 com promessas de honestidade e transparência, após a sucessão de escândalos que marcou os últimos meses de seu antecessor, Tony Blair. Com a renúncia de Hain, imediatamente aceita, cresce a pressão sobre a ministra da Justiça, Harriet Harman, e Wendy Alexander, líder do Partido Trabalhista na Escócia. Ambos admitiram irregularidades nas contas.

1