Empresas recebem multa por "maquiar" alimentos


O Ministério da Justiça aplicou multas que totalizam quase R$ 2 milhões a empresas de alimentos pela prática de "maquiagem", quando a quantidade de um produto é reduzida sem os consumidores serem informados. Foram multadas Marilan Alimentos, Pepsico do Brasil, Nestlé do Brasil e Cipa (Companhia Industrial de Produtos Alimentares).

As multas totalizam R$ 1,970 milhão e são conseqüências de processos instaurados pelo DPDC (Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor), vinculado ao Ministério da Justiça. As empresas podem apresentar recurso.

A maior multa foi aplicada à Pepsico, no valor de R$ 772.930, por redução da quantidade do salgadinho Agito de 70 gramas para 50 gramas. A empresa diz não ter "conhecimento do teor da decisão".

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Cipa afirmou que não se pronunciará porque ainda não foi notificada, mas tomará as providências que avaliar cabíveis. A Nestlé diz que atende a todas as exigências legais aplicáveis à rotulagem e embalagem de alimentos. A Marilan Alimentos disse que os produtos Pit Stop com 240 gramas e 180 gramas, objetos da autuação pelo DPDC, são produtos distintos e coexistiram no mercado por dois anos.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas