TRE da Paraíba cassa mandato do governador Cássio Cunha Lima


Da Redação
Em São Paulo

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) decidiu na tarde desta segunda-feira (10) cassar o mandato do governador do Estado, Cássio Cunha Lima (PSDB), no julgamento do "Caso A União". O governador foi considerado culpado das acusações de ter utilizado o jornal oficial a seu favor durante a campanha eleitoral de 2006, informou a assessoria de imprensa do TRE.

Esta é a segunda cassação sofrida por Cássio Cunha Lima. A condenação prevê uma multa de R$ 100 mil para o governador e o superintendente da União, Itamar Cândido, além inelegibilidade por três anos de Cássio e do vice, José Lacerda Neto (DEM).

Segundo o assessor de imprensa do gabinete do governador, Marcos Alfredo, os advogados de Cássio Cunha Linha irão tentar evitar a cassação, e está sendo preparado uma nota, a ser divulgada ainda hoje, com a posição do governador sobre a questão.

O TRE já havia cassado o mandato de Cunha Lima em julho por cinco votos contra um. Pela decisão, o segundo colocado na eleição, senador José Maranhão (PMDB-PB), deveria assumir o cargo.

O governador era investigado também por suposta compra de votos e abuso de poder econômico durante a campanha de 2006. O sigilo bancário de seus secretários já foi quebrado.

Cunha Lima foi acusado pelo Ministério Público Eleitoral de distribuir, em ano eleitoral e sem respaldo legal, cerca de 35 mil cheques por meio da FAC (Fundação de Ação Comunitária), vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Humano.
1 comentário

Postagens mais visitadas