Postagem em destaque

O preço do Legislativo: R$ 11,5 mil por minuto


Liliana Lavoratti e Marcos SEABRA

SÃO PAULO. O Congresso gasta a cada minuto R$ 11,545 mil. Segundo o levantamento divulgado pela ONG Transparência Brasil, o país tem o Legislativo federal que mais pesa no bolso da população, se comparado a outros 11 países. Aqui, o custo anual médio por parlamentar é de R$ 10,2 milhões, enquanto nos países europeus mais o Canadá essa média é de R$ 2,4 milhões. Perdemos apenas para os Estados Unidos, onde cada congressista custa em média R$ 15,3 milhões ao ano.

- Gastamos muito mais do que os europeus para sustentar um parlamento com problemas sérios de controle por parte da sociedade - enfatiza Cláudio Abramo, diretor-executivo da Transparência Brasil.

A conclusão óbvia é que a relação custo-benefício é desfavorável ao país.

- Isso é muito ruim porque o parlamento é importante para a democracia - lamenta o diretor da entidade.

A ONG comparou o orçamento do Legislativo federal com os correspondentes da Alemanha, Argentina, Canadá, Chile, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Itália, México e Portugal.

Enquanto Senado e Câmara brasileiros consumirão juntos R$ 6,068 bilhões em 2007, os EUA, país mais rico do mundo, gastará R$ 8,174 bilhões.

O mandato de cada um dos 513 deputados federais custa R$ 6,6 milhões ao ano, contra R$ 33,1 milhões de cada um dos 81 senadores.

Se esse custo fosse compatível como registrado na Europa, o Brasil poderia ter 2.556 congressistas, contratos atuais 594. Se o Senado fosse ex-tinto, como defendem alguns setores, o custo de cada deputado ainda seria o segundo maior da lista.

Para isso, o brasileiro desembolsa por ano R$ 32,49 (custo absoluto). Esse ônus fica atrás somente da Itália (R$ 64,46) e da França (R$ 34) e equivale a três vezes mais a quantia que cada argentino contribui para manter os congressistas.

Não apenas as estruturas de apoio aos parlamentares são onerosas, mas também a quantia consumida diretamente. O cargo de senador pode ser considerado um dos melhores empregos do país.

Senadores e deputados ganham R$16,512 mil de salário, mais uma série de vantagens que totalizam R$128 mil mensais. Isso equivale a 16 vezes mais que o salário médio do brasileiro nas principais capitais do país, segundo pesquisa do Instituto Nacional de Geografia e Estatística (IBGE).

0